Como funciona o Oscar?

Na noite deste domingo acontece a cerimônia de premiação mais importante da indústria cinematográfica: o Oscar. Entregue anualmente pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas o prêmio é um reconhecimento dos melhores trabalhos daquele ano, englobando ao todo 24 categorias das mais variadas áreas. 

QUEM SÃO OS MEMBROS DA ACADEMIA?

A Academia é composta por quase 7000 mil membros, divididos em 17 classes. Apesar de ser composta majoritariamente por americanos, a filiação é aberta a profissionais do ramo cinematográfico de todo o mundo. Para se tornar um membro é necessário ser indicado ao Oscar em alguma categoria ou então ser convidado pela Academia ou sugerido por pelo menos dois membros ativos da instituição.

Imagem retirada de um vídeo do Youtube do canal do site Collider.

O QUE FAZER PARA SER INDICADO AO PRÊMIO?

O processo é recheado de protocolos burocráticos e complexos, começando com o preenchimento de um formulário chamado Official Screen Credits. O produtor do filme preenche essa ficha com todas as especificidades da produção, apontando as categorias que o filme pretende concorrer. A Academia, então, reúne esses formulários e faz uma lista denominada Reminder List of Eligible Releases, que consiste na lista dos filmes elegíveis para a premiação. Assim, a organização envia uma cédula de indicações e uma cópia dessa lista de candidatos para todos os membros. Uma vez que os integrantes receberam suas cédulas, eles passam a ter um prazo de duas semanas para restringir suas escolhas.

Mas como é feita a votação do Oscar?

QUEM SÃO OS INDICADOS?

A escolha do vencedor de cada categoria pode ser separada em duas etapas: uma primeira para definir os indicados a cada categoria, e a segunda que elege os vencedores da estatueta. É importante ressaltar que na primeira etapa as indicações são definidas dentro das respetivas áreas de trabalho, ou seja: atores votam nos indicados para atuação, diretores para direção e assim por diante. Entretanto, a categoria de Melhor Filme possui uma regra distinta que engloba todos os votantes da Academia, enquanto a de Melhor Filme Estrangeiro é responsabilidade de um comitê específico.

Exemplo de uma cédula de votação do Oscar

Na primeira etapa os membros enumeram suas escolhas em ordem preferencial de 1 a 5, em uma espécie de voto por ranking. As cédulas, então, são enviadas para uma empresa que faz a contagem. Nesse momento a contabilização considera somente as primeiras escolhas de cada ranking, estabelecendo uma espécie de “nota de corte” para que um concorrente entre para a lista final de indicados.

Caso não tenhamos 5 concorrentes com o número de votos necessários, aquele que recebeu menos votos como nº1 dos rankings é eliminado e seus votos são redistribuídos para as segundas opções de cada uma de suas respectivas cédulas individualmente. Esse processo é repetido até que todos os 5 indicados sejam definidos.

Para o Melhor Filme, os votantes enumeram suas escolhas de 1 a 10, sendo que uma obra precisa ser a escolha favorita de pelo menos 5% das cédulas para se tornar um indicado. Lembrando que nesta categoria todos os votantes podem escolher seu favorito.

E QUEM VENCE?

Uma vez estabelecidos os indicados, uma nova cédula é produzida e enviada para os membros da academia para que estes votem em TODAS AS CATEGORIAS EXISTENTES, não só em suas próprias classes como na escolha dos indicados. A contabilização dos vencedores se da por meio de votos únicos e absolutos, exceto para a categoria de Melhor Filme que, novamente, possui algumas peculiaridades. 

O filme vencedor do Oscar é escolhido pelo mesmo processo das indicações: na cédula definitiva os membros da Academia estipulam um ranking de preferência de acordo com o número de filmes indicados naquele ano (em 2017 são 9). Assim, a contabilização ocorre da mesma forma que no período de indicações (eliminando os menos votados e redistribuindo votos), até que um filme consiga atingir (50%) + 1 dos votos absolutos. E este é o vencedor.

Apaixonado por cinema, música, culinária e futebol. Excelente companhia para tomar uma cerveja e conversar sobre os assuntos citados. Metade Bruce Wayne, metade Peter Parker, mas 100% mineiro.

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado. Áreas requeridas estão marcadas *